Contador de Visitas

segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Carta aos prefeituráveis

Comitê do candidato Tarcísio Zimmermann
Recebimento por parte de Marcos
Comitê do candidato Jair Foscarini
Recebimento por parte de Bárbara
Na semana passada construímos uma carta de sugestões para ser enviada aos prefeiturávies. Hoje em torno das 16 horas entreguei-a no comitê do candidato Tarcísio Zimermann, ao Marcos. Dali encaminhei-me ao comitê do candidato Ralfe Cardoso, mas não pude entregá-la, pois não havia ninguém no comitê. Posteriormente fui ao comitê do candidato Jair Foscarini e entreguei-a para Bárbara. Em ambos locais fui bem recepcionada. Com esta carta, tive como proposta instigar as crianças e adolescentes a reflexão e construção de propostas, mediante o seu interesse. Fiquei encantada pela maneira cuidadosa e crítica em que se colocaram. Beijos no coração, Maria Ester do Nascimento.

Momentos de estudo


À tarde, todas as segunda-feiras tenho reunião de estudo com alguns alunos e alunas. Estamos numa sala improvisada, cedida amavelmente pela professora de teatro Madebe Schimidt. Neste espaço estão os materiais do grupo de teatro. Uma proposta de contribuir para que que tenham maior compreensão dos conteúdos, o que nem sempre é possível no grande grupo. O nosso encontro hoje foi maravilhoso. Como o grupo é pequeno é possível dar um atendimento diferenciado e bem direcionado. na construção de frases o aluno Fabrício lançou esta pérola: "Poesia do ritmo tem Hip Hop". Poético, amei! Beijos no coração, Maria Ester do Nascimento.

video

Projeto Eleições

Momento de discussão: Como estamos vendo as eleições?


Vibração com uma das observações feitas por um dos alunos.
No dia de hoje realizamos uma pequena discussão sobre o processo eletivo. Nesta discussão lancei o seguinte questionamento: Como estão vendo a campanha no município? Várias questões foram trazidas pelas crianças, no que diz respeito as promessas de campanha, o cumprimento das mesmas, a relação com o momento atual e o contexto em que suas comunidades vivem, a ausência dos políticos no período de 4 anos. Um menino mencionou "professora, porque tu achas que eles estão indo nas vilinhas pobres, como na Kiplling?" E, complementou: "eles só querem voto". Discutimos muito em aula, riquíssimas as observações feitas pelas crianças e adolescentes. Sinto-me gratificada em ouvi-los, pela criticidade demonstrada. Imagens de nossa manhã de discussão.

sábado, 27 de setembro de 2008

Vivências, além da sala de aula





Nos dias 25, 26 e 27 de setembro participei do II Congresso Nacional de Educação, promovido pelo ISEI(Instituto Superior de Educação Ivoti), em Ivoti. Neste congresso tive o privilégio de partilhar o projeto "Hip Hop: a voz a voz que vem da periferia" desenvolvido com a turma desde o ano de 2007. Estar socializando com outros profissionais da educação, resultados obtidos em sala de aula, oriundos da fala-escuta e diálogo é enriquecedor, pelas trocas que se dão. São vivências além da sala de aula, partindo de vivências da sala de aula. Adorei ter participado, saí cheia de idéias. Conheci pessoas que fazem trabalhos maravilhosos, muitas parcerias à vista. Interação. Beijos no coração, Maria Ester do Nascimento.

Perfil da Turma

Além do meu perfil, à partir de hoje, contaremos com o perfil da turma que foi construído coletivamente, com o intuíto de que saibam quem é este grupo de crianças e adolescentes que partilham um mesmo espaço de discussão, na sala 4, da EMEF Ver. Arnaldo Reinhardt, em Novo Hamburgo.

Proposta aos prefeituráveis

Durante a semana discutimos sobre eleições. E, nesta proposta instiguei-os a construirem uma sugestão de proposta de governo para ser enviada aos prefeituráveis. Fiquei encantada com as manifestações. A idéia era que expusessem o que lhes dizia respeito. Contudo, foram além, inúmeras indicações que remetem ao cuidado com o outro, como a preocupação pelos cachorros e cavalos que vagam nas ruas. Na próxima semana, estarei levando aos comitês dos prefeituráveis a carta, contendo as sugestões da turma. Com estas atividades propomo-nos a crítica, participação, envolvimento das crianças com escolhas. Beijos no coração, Maria Ester do Nascimento.

terça-feira, 23 de setembro de 2008

A diversidade manifesta nas bandeiras






Olá! Como havia prometido, hoje estou postando bandeiras do outro lado da escola. E, fiquei sabendo pela colega Daniela, que na Rua Pantera, também temos bandeiras. É a diversidade manifesta nas bandeiras que tremulam acima das taquareiras. Existe cena mais poética! Ainda não sei de quem é a iniciativa, como surgiu? Várias indagações, que serão divididas com a turma. Teremos um trabalho para repórteres colocarem em ação.

segunda-feira, 22 de setembro de 2008

Projeto : Eleições









Eleições, poderão perguntar-me como já fizeram, discutir este tema com alunos e alunas de séries iniciais? Tencionava até fazer um debate com os prefeituráveis, o que não foi possível. Compreendo ser essencial promover , junto as crianças estas discussões, com vistas a instigá-los as escolhas, que se apresentam diariamente. Ao lançar o projeto para a turma, discorri sobre a importância do tema, não relacionado ao imediatismo da escolha de um candidato, mas levando-se em conta, que cotidianamente realizamos escolhas e, que as mesmas necessitam ser analisadas, refletidas e, que ao fazê-las, inúmeras vezes vamos cometer equívocos e, que estamos sujeitos aos mesmos, mas é imprescindível que estejamos cientes disto e, façamos destes momentos aprendizagens. O tema da semana, até parece que foi captado pelos moradores da vila Iguaçu, pois ao descer do ônibus fui impactada pela bela paisagem proporcionada pelas bandeiras que estão elevadas junto as taquareiras que foram erguidas acima dos fios de luz. Belíssima demonstração de cidadania os moradores estão nos dando ao estarem envolvidos, apaixonados pelas eleições. Fiquei emocionada com a vista que a avenida proporciona a todos e todas que passam pela mesma. Hoje vou postar bandeiras que está perambulando na rua Angelo Provenzano, amanhã fotografarei as bandeiras próximas a este local que também diz da preferência dos seus moradores. Na Provenzano perambulam bandeiras vermelhas e no outro lado as amarelas fazem o seu colorido. Um cenário muito bonito.

terça-feira, 16 de setembro de 2008

Que carreteiro gostoso!






No término das atividades saboreamos um delicioso carreteiro realizado pela coordenadora Alexandra Scherer.

segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Imagens do I Seminário de Estudos Sociais na EMEF. Ver. Arnaldo Reinhardt


Turma bonita: professor José Edimar, professora Daniela, professora Kely, professor Mauro, professora Célia, professor André, professora Madebe, coordenadora Alexandra. Quem faltou" Oh! .... eu estava registrando o momento.

Nemias questionando sobre os símbolos contidos na bandeira do Rio Grande do Sul.
Flávia, 4º ano C realizando um dos seus questionamentos. Perguntas inteligentíssimas.













O interesse das crianças é percebível na construção das poesias por Tamira, Francielen e Nemias. No registro das falas e, nas perguntas "inteligentíssimas" feitas aos palestrantes. Também saboreamos um delicioso carreteiro feito pela nossa coordenadora, professora Alexandra Scherer. Também tivemos professores fazendo as suas anotações, estivemos numa aula. Não poderia deixar de mencionar, a belíssima apresentação do grupo folclórico da escola. Propiciar estes momentos é muito bom, pra todas e todos nós. Beijos no coração, Maria Ester do Nascimento.

Seminário






O I Seminário de Estudos Sociais foi um sucesso. Maravilhoso. Sobre os palestrantes, nem preciso discorrer sobre o currículo dos mesmos, deram-nos uma aula. Emocionanate presenciar o envolvimento dos alunos e alunas dos 4ºs anos A, B e C, que preparam com muito carinho o ambiente para receber os palestrantes e os 3ºs anos das professoras Daniela e Ana Beatriz. Posterirmente, com lápis, caderno e as pastas dos seminários realizavam as anotações que lhes parecia pertinente. Foi um momento muito especial para todas e todos nós. Estarei postando algumas fotos, para que vocês compartilhem conosco deste momento. Beijos no coração, Maria Ester do Nascimento.

sábado, 13 de setembro de 2008

Convite


I Seminário de Estudos Sociais da Arnaldo Reinhardt
Um povo que conhece seu passado transforma seu presente e fortalece seu futuro
Turmas participantes:
3ºs e 4ºs anos
Manhã
Objetivos:
Aprender a história do RS, oportunizando um momento de discussão sobre os principais fatos que foram norteadores para a formação cultural de nosso povo.
Data: 15/09/08
Horário: 8horas e 30minutos
Local: CTG Essência da Tradição (proximidades da escola)

Convite

Palestrantes
André Griegler
Historiador
Coordenador de História e Geografia da Secretaraia de Educação de Novo Hamburgo
Tema:
Revolução Farroupilha: Causas e Consequências
Mauro Silva
Sociólogo, Coordenador do Comitê Pró-Ações Afirmativas (COPAA)
Tema:
A participação do Negro na Construção do RS
José Edimar de Souza
Historiador, Professor da EMEF. Francisco Xavier Kunst
Tema:
Os Lanceiros Negros na Revolução Farroupilha

I Seminário de Estudos Sociais

Aqui está o nosso folden. Como não consegui scanear o que foi feito pela colega, professora Madebe Schimidt, fiz um com o mesmo conteúdo. Exceto a inserção de algumas fotos, as dos palestrantes André e José Edimar, como não tinha individuais, coloquei umas que tinha. Só pra vocês conhecê-los. Com certeza o Seminário vai ser muito bom. Se algum colega, quiser dá uma passada, será um prazer recebê-los. Beijos no coração, Maria Ester do Nascimento.

Visita do Conselheiro Tutelar Marcos Aguiar




No dia 12 de setembro, o conselheiro tutelar Marcos Aguiar esteve visitando a escola e, também esteve em nossa sala de aula, acompanhado pela orientadora Mariléia Renck. É muito importante para as crianças contato com os conselheiros tutelares, para desmitificar idéias errôneas que são disseminadas, no que diz respeito ao papel do Conselho Tuelar.

Revolução Farroupilha

















Nesta semana, inúmeros temas permeiaram o nosso espaço de sala de aula. Tivemos o nosso Seminário "Viagem à África - Moçambique" e também discutimos um tema, relacionado ao nosso estado, "A Revolução Farroupilha" . Quando falamos em Rio Grande do Sul, existe uma euforia bem presente, de que "somos muito bons em tudo o que realizamos", já ouvi até dizerem que "somos como formigueiro, abrimos caminhos", etc, etc... Bem, até aí tudo bem, ou mais ou menos, não compactuo muito com este discurso. Vou discorrer "o por quê". Geralmente o mesmo está impregnado de preconceitos, quando falam em gaúcho está associado as etnias "alemã" e "italiana", ou seja, as demais etnias formadoras do estado, não são mencionadas, bem como, às vezes há um desprezo a outros estados. Pasmem, há uns anos atrás estive com um grupo de crianças e professores no Palácio Piratini e, o mestre de cerimônia mostrou-nos através das obras de arte os povos formadores do estado, acreditem "a etnia negra" não está representada. Diante destes relatos que posto aqui, entendo ser relevante discutir em sala de aula com as crianças, com o intuito de que as mesmas venham a ter um olhar diferenciado do que está inserido em nossa formação. Realizaram leitura de encartes que dispunha, concedido por minha colega, professora Célia, posteriormente concedi-lhes um texto que construi, baseado na bibliografia dos historiadores Moacyr Flores e Euzébio Assumpção . E, construiram posteriormente, lanças, poesias(belíssimas), desenhos relacionado ao que discutimos. Na próxima semana teremos um seminário sobre o tema. Beijos no coração, Maria Ester do Nascimento.